RSS

segunda-feira, 1 de março de 2010

Olás,

Acordei hoje meio azeda, com desinteria e com cólica (eu gosto de ter nascido mulher, mas essa parte eu detesto... rs...).

Acordei e já fui logo me pesar. Não emagreci uma grama, continuo com 86 kg. Mas nem tenho muito o que reclamar: comi que nem uma desesperada esse fim de semana. Não sei por que faço esse tipo de coisa, pareçe que eu não aprendo nunca...

Ontem eu estava vendo um programa na TV sobre obesidade. No programa foi informado que o estômago de uma pessoa magra tem média a capacidade de 1,3 litro e que no estômago de um obeso mórbido essa capacidade sobe para 2,6 litro (essa diferença se deve ao fato do obeso comer mais e "forçar" mais comida para dentro do estômago, dessa forma o estômago dilata). Quando o obeso faz a cirurgia o estômago é reduzido para mais ou menos 50, 100 ml (depende da técnica e do cirurgião), porém se o obeso não mudar seus hábitos seu estômago pode dilatar ao ponto de ter o tamanho de 1,3 litro. É normal e esperado o estômago dilatar após a cirurgia, mas eu não tinha idéia que poderia chegar a esse ponto... eu estava me sentindo mal e fui dormir me sentindo pior ainda.

Por mais que poucas pessoas admitam, sempre rola uma comparação (vou dizer no meu caso) com outra pessoa com tempo de cirurgia ou peso aproximado ao seu. Eu admito que faço isso sim às vezes. Hoje de manhã como acordei azeda aí que fui fazer mesmo. Comecei a fuçar na net e achei várias pessoas que com características próximas as minhas e eliminação de peso maior. Fiquei mais azeda ainda e pensei em voltar a fazer minhas dietas malucas ou ficar horas sem comer (como ainda faço às vezes).

Me adocei e comecei a fazer uma busca mais detalhada para ver por que aquelas pessoas haviam emagrecido mais do que eu. Não descobri nenhuma novidade. Todos relatavam mudança na alimentação com uma reeducação alimentar correta e prática de exercícios físicos. Porém eu não tenho disciplina e força de vontade. Depois da cirurgia já me matriculei em academia 3 vezes, pago um mês e só vou em uma aula ou começo a seguir a dieta da nutricionista, faço bem um ou dois dias, no outro já ferrei tudo novamente.

Comecei a me xingar sozinha, levantei da cama e fui na academia do prédio fazer meia hora de esteira e já estava quase morrendo no final. Mas saí de lá mais calma...

Fiquei pensando nas coisas que tem na geladeira e no armário. O que tem de mais gordo é uma torta deliciosa de frango que minha sogra mandou para mim. Coloquei o pote no fundo da geladeira e vou pediu para meu marido comer quando chegar ou eu vou dar um sumisso naquela torta (que não vai ser a minha boquinha). Pode parecer exagero mais eu sinto cada vez mais que a relação que tenho com a comida é igual ao alcool ou drogas para algumas pessoas, eu não posso dar a primeira mordida em alguns alimentos pois eu não tenho controle.

Se eu compro chocolate diet (graças a Deus tenho intolerância a açucar), ou salgadinho ou alguma massa, eu não consigo comer só um pouquinho, tenho que comer até acabar. Como, como e fico passando mal e vomito.

Porém na geladeira tem legumes, verduras e frutas. Pergunta como eu como. Desce mal, eu não gosto, fico me repetindo que eu preciso comer senão eu estou lascada (por causa da falta de vitaminas). Todo dia é essa briga, às vezes prefiro ficar sem comer a ter que comer o que preciso.

Me diz, para que eu fiz a cirurgia então?

Não entendo por que sou assim. Quando estou na frente desses alimentos eu não penso, parece que o cérebro é arrancado da minha cabeça.

Sei que ficar reclamando não adianta nada, por isso fui fazer a esteira e vou comer os legumes no almoço com reclamação e tudo... rs...

Continue fuçando na net e achei essa frase:

Ao me responder percebi que minha alto estima está lá em baixo. Tinha melhorado nos primeiros meses após a cirurgia, mas agora voltou ao que estava antes.

Percebi que meu amor próprio ultimamente anda quase inesistente e que isso vem refletindo na forma como trato as outras pessoas. Antigamente eu era uma pessoa mais carinhosa, que gostava de sair, que gostava de conversar com outras pessoas, era alto astral, eu era uma pessoa ativa. Hoje em dia as pessoas que dizem que estou mais seca e ríspida, eu não suporto meu mal humor às vezes, eu não gosto de sair de casa e na maioria dos dias as únicas pessoas que eu converso são com o meu marido e com a minha mãe (e mesmo assim por pouco tempo, por que eu não gosto mais de conversar como antes). Até o mesmo o blog que era uma grande prazer, hoje já não é mais. Por isso tenho sumido dias, por que se escrever diariamente vou ficar reclamando como hoje e eu não gosto disso. Por isso prefiro ficar quieta no meu canto.
Desculpem o desabafo.
Beijos

28 comentários:

Dani disse...

Oi cris?
Sou a primeirona?
bem é uma honra.
Querida lí teu post e me identifiquei com algumas coisas. Quando a gente chega à obesidade e levando a vida que a gente levava antes..é normal se sentir assim.
Eu tenho pensamentos gordos, como eu chamo, e acredito que no início é assim até reformularmos toda essa mudança física e psicológica.
Quanto se comparar com os outros não é bacana não. Eu mesma me pego me comparando à uma amiga minha. Tipo: Não ficarei tão magra...
Na real é uma idiotice isso. Não somos iguais. Não temos as mesmas estruturas físicas. Nunca seremos cópias dos outros.
Acredito que cada paciente emagrece, e lida com isso tudo de formas diferentes. Não há porque a gente pirar e ficar se comparando.
Os pesos são outros, o resto também.
Não se tormente por isso.
Continue pensando que isso foi bacana prá ti. E que tens que cuidar da tua nova vida. Das tuas rotinas também.
Estarei aqui torcendo por ti.
nada de desanimar agora... tem tanta gente querendo mudar e não pode..e vc teve essa oportunidade...
beijos e muita paz de espírito Cris!!!!

binha disse...

oi cris!vc nem imagina como me identifico com partes do seu post. pra mim a comida era como uma droga mesmo, mas agora passou. mas ao mesmo tempo era uma valvula de escape que eu nao tenho mais.
ando tao puta, tao puta da vida que parece que eu vou explodir, tem dias q tambem so falo com as pessoas do trabalho (pq nao tenho escapatoria) e meu marido (e com ele falo o minimo possivel) de tanto mau humor.
eu acho que a gente tem uma esperanca mesmo q inconsciente que emagrecer vai resolver nossa vida e nao vai. a gente acorda isso sim, entao tem coisas que ate pioram pq antes a gente tava meio dormindo pra vida.
no seu caso, parece que a autocritica esta te dominando (no meu caso, meu odio pelo meu trabalho).
vc ta exigindo muito de vc. nao posso falar nada pq sou igualzinha, mas quando a gente ve de fora ve melhor. tudo que vc ta falando acontece com todo mundo vc nao precisa sofrer por isso.
abraca seu mau humor, uma hora isso passa... so tenta controlar a ingestao de alimentos pq isso pode te prejudicar depois (tipo alargando seu estomago mais do que deveria), o resto nao esquenta que o tempo resolve. bjao e conta comigo.

Priscila disse...

oiii, SEJA BEM VINDA ao meu cantinho... depois mais tarde volto pra comentar sobre este post é que agora estou no trabalho...

MAS FORÇA AÍ...

1000 Bjos!!

Muriel disse...

Oi, lindinha...
A gente tem que encontrar nosso caminho..
Dietas loucas não adianta.. Comece devagar passa a passo..
Eu por exemplo cortei o refri ---- zerada ...
Já me acustumei ... Agora vou corta sobremesa depois das refeições,.. ou melhor,.. aquele docinho ,,,, já estou cortanto ....
Ah, já estou comendo nas horas certas ...
de tres em tres horas ... Já virou habito ...
Enfim...
è muita informação pra minha cabeça ..
Por tanto estou devagar ...
Olhe-se todos os dias no espelho e acredite... o reflexo que vc vê é um milagre maravilhoso..
Vc é muito especial...
Bjus,,,
Te adoru...
Com carinho Muriel

Fabiola Vasconcelos, disse...

Olá amiga, fica assim não. A perda de peso do gastroplastizado é muito relativa em comparação a outro gastroplastizado. Você tem feito acompanhamento com a nutri e psicólogo? Eu também sei o que é isto, pois ando com uma compulsão doida. Observei que o seu peso tem descido sempre. Seria desesperador se ela estivesse subindo. Coloque um esmalte vermelho nas unhas, um perfume bem gostoso e dê uma saidinha. Esta é uma das minhas armas. Kkkkkk.
Fique com Deus sempre!
Beijinhos

Fabiola Vasconcelos, disse...

Ah você ainda fará um ano em agosto. Amiga, daqui pra lá você ainda eliminará muito peso. Não fique nesta neura. Eliminamos até quase dois anos. Comigo foi assim. Pouco, mas sempre. E que diferença, estava vendo suas fotos, você é outra pessoa hoje. Está linda, menina!
Beijooos

Mudança Radical disse...

Oi amiga, não se martirize, tb tenho meus momentos de neura, tenho comido muitos doces, uso a desculpa de ñ ta conseguindo comer direito, sei que é uma desculpa, preciso me controlar, tá dificil pois ainda de licença e com alguns problemas, mas sei que iremos conseguir, é só termos um pouquinho mais de confiança e amor próprio e valorizarmos o que já conseguimos, falta pouco pra eu conseguir alcançar meu peso meta, só 4 quilos, mas tá dificil por causa dos doces e do refri, ñ tenho rejeição a doces e quase ñ consigo consigo comida, por isso estou com anemia severa tive que tomar sangue agora, mais iremos conseguir tenha fé, beijos fique com Deus.

Fernanda, disse...

Olá Cris!
Parabéns pelo peso, não fique pensando toda hora em emagrecer senão você não emagrece...

Beijos,

jefhcardoso disse...

Olá! Estou divulgando o meu conto O Diário de Bronson. Bronson é um abstinente alimentar novato e está sofrendo tudo que há de sofrível neste começo de calvário.
Gostaria de lhe convidar a dar uma olhada e quem sabe até um comentário para estimular o pobre Bronson nesta saga.
Abraço e agradeço antecipadamente pela atenção dispensada!
Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com .

Fabiola Neves disse...

Oi gata,
Vc não precisa se desculpar pelo post. A gente tá aqui na alegria e na tristeza, portanto, use esse cantinho para colocar suas angústias pra fora.
Li todos os comentários que fizeram até agora. São de pessoas que gostam de vc, mesmo sem te conhecer pessoalmente. Por isso que eu acho o blog show!!! É como uma terapia em grupo. Nos ajuda sem passar a mão na cabeça.
Desejo melhoras a vc!! Vc é uma pessoa que eu acompanho desde o começo e vice versa. Gosto muito de vc!
Força na peruca aí e vamo que vamo!!!
Beijinhos

Fabiola Neves disse...

Quem ficou emocionada agora fui eu!!!
Então... vamos parar com essa rasgação de seda!!!kkkkkk
Te adoro, miga!!! ( ultima rasgação.... desse post! kkkk)
Beijinhos

Danielle Queiroz disse...

Oi Cris, nossa vida é assim mesmo, parece que temos todos os problemas dos magros e mais a obesidade...
A minha relação com a comida é identica a sua, ainda não operei, sei que tenho muito que evoluir pra quando chegar nesta fase já ter adquirido auto-controle... mais sei tanto quanto vc a dificuldade que encontramos em resistir.
Só posso desejar força amiga, seja forte pois é sua saúde que está em jogo, e quando chegar minha hora, lembrarei deste conselho, bjssss

Anônimo disse...

Oi Cris, meu nome é Elaine, adorei seu blog e coloquei um link seu no meu blog.
Entra lá e vê se você gosta é:
http://blog.clickgratis.com.br/elaineitural
Me identifiquei muito com você porque somos muito parecidas.
Se você gostar fala de mim e do meu blog para as suas amigas...
Beijos
Seu blog é maraaaaa!!!!!!

Lu Fernandes disse...

Cris!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
O que tenho pra te animar hoje?????
Acho que nada.
Conforta dizer que estou na mesma situação?
Não fiz cirurgia nem nada, mas o que você falou parece que e screveu pra mim, também não tenho disposição pra nada, vivo de mal humor, não tenho mais vontade de c on versar com ninguém e até do blog me afastei.
A única coisa que você não disse eq ue acontece comigo, é que c horo até com comercial de margarina, auto estima baixa? Que nada, a minha já nem existe.
Só penso em comer e só tenho vivido pela comida.
Sinto também que minha dependência pela comida é de ve ser como a dos dependentes químicos.
Só posso orar pra que um dia isso passe.
Vou incluir você nas minhas orações.
Um grande beijo.

Muriel disse...

Oi,passando pra te dar uma abração..
Não desista, amiga..
Qualquer coisa é só gritar..
Bjus,,,

Grazi disse...

Cris estou passsando pela mesma vibração sua, acho que perdi pouco, que como muito, como errado, não faço atividade física, etc.. então fico bem arrasada, não mudo enfim apesar de perder peso fico com medo de não chegar no objetivo e principalmente com medo de voltar a engordar..
Obrigada por expressar igualmente meu sentimento...
Beijos amiga

Priscila Bittancourt disse...

Oie amiiga fik assim não!!
Você é FORTE e vai passar por tudo isso!!
Logo,logo vc vai vê como as coiisa mudam!!
Eu estou bem sim, firme e forte e esperando Deus abrir as portas!!

Leia essa mensagem irá te fazer melhor e se quiser escute tbm!!


O impossível
é pra quem não tem um sonho
e não crê que pela fé tudo é capaz
Inalcançável
é pra quem não tem o dom
de transformar desejos em pontes pra chegar

Diga pra vida eu sou mais eu
Diga pro alvo aí vou eu
Flecha veloz nas mãos de Deus
Vá em frente o mundo é seu

Pois é a fé que faz o herói
Olha pra dentro de você
só realiza quem constrói
a gente nasce pra vencer.


Bjãooooooooooooooo, fik com Deus e se cuida,por mais dificil que seja.!!

Priscila Bittancourt disse...

ops nem coloquei o que era né rsrsrsrs!!

A FÉ fez o herói - JAMILY

Franciely disse...

Olá Cris!
Fiquei triste ao ler seu post. Não sei como dizer, queria estar ai pra te ajudar, mas sua vontade de querer conquistar algo só depende você. Amiga estarei torcendo por você, pense na sua felicidade, e corra atrás dos seus objetivos. Você é mais forte que a comida, não deixe que ela te vença.
Bjokas:)

Mariana disse...

Tem um selinho pra vc no meu blog. Pega lá. Bjussssss

Zama disse...

Amei o seu blog...Espero que já esteja se sentindo melhor. Bjos.

Clau disse...

Amiga...
não se menospreze ou fique deprimida, vc como todas nós temos nossos defeitos e dificuldades,
a vida coloca obstáculos em nosso caminho, mas temos q ser fortes e ultrapassar essas dificuldades... vc emagreceu tanto, está tão linda....não desanime. Deixa eu te contar, eu sonhei com vc... sonhei q vc morava perto da minha mãe, kkkk, no sonho vc estava super magrinha, e vc me mostrava roupas novas q seu marido havia comprado, tudo tamanho p....kkkk.
para vc ver, q mesmo não te conhecendo pessoalmente eu sonho c/ vc, pois todas vcs já fazem parte de minha vida. E pode ter certeza q torço pelo seu sucesso todos os dias.ok???
bjssss flor e se cuida.

Renata Janaína disse...

Amiga, sei bem oque vc está sentindo, sempre fui assim como vc, nada que começava terminava, sempre sem ânimo pra nada, só dormia, comia e chorava por ser gorda, tive depressão, tomei remédio, mas depois de um tempo voltei a ser a mesma desmotivada de sempre, eu coloquei na cabeça que era td por eu ser gorda, que qdo emagrecesse eu ia mudar, qdo fui pra terapia, falei pra psico que meu maior medo era que depois que emagrecesse eu não mudasse, confesso que no começo eu continuava da mesma maneira, mas agora já tenho tido mais ânimo e coragem pra fazer as coisas, as vezes penso não vou, mas parece que tem uma força que me puxa e diz vc vai sim, acredito muito em Deus e sei que Ele sempre coloca um anjo pra nos ajudar, agradeço a Ele todos os dias por estar viva e bem, de ter realizado o sonho de fazer a cirurgia e peço forças pra continuar, peço ânimo pra ser uma pessoa melhor e até aqui Ele tem me sustentado, tenha fé amiga, peça à Deus pra te mostrar o caminho que vc deve seguir, Ele vai te ajudar.

Eu tb sou super neurótica, tenho medo de engordar, do meu estômago dilatar, de parar de emagrecer, me comparo sim com outras pessoas que emagrecem mais do que eu, mas tento fazer td bem certo pra não me sentir culpada, tenta comer de 3 em 3h, não compre coisas pra ficar beliscando, eu não compro, senão acabo comendo, acho que mesmo o chocolate diet em excesso engorda, ele tem muita gordura.
Agora na boa, eu acho que vc tá emagrecendo super bem e rápido, tenta relaxar um pouco.

E as aulas de dança do ventre, tá fazendo?? Tô louca pra começar, só tá faltando um tiquinho mais de coragem, ainda me acho muito gorda.

Amiga, sempre que se sentir triste, escreva mesmo, estamos aqui pra nos ajudar umas as outras, ninguém vive só dias de alegria, aqui somos como marido e mulher, na alegria e na tristeza, vibramos com as conquistas, rimos com as piadas e choramos com as tristezas, afinal amigas são pra isso mesmo.

Saiba que estarei orando por vc, nos conhecemos a pouco tempo, mas já gosto muito de vc.

Fica com Deus!!!!

Beijos.

Muriel disse...

oi, lindinha..
Passando pra desejar um ótimo domingo..
Bjus,,,

claudia disse...

Também sou assim, amiga. As comidas proibitivas e eu somos um eterno caso de amor. As frutas degeneram-se na minha geladeira, mas uma barrinha de chocolate não sobrevive nem por cinco minutos. A aula de hidro que começei ficou pra trás, não voltei depois do carnaval. Mas... vamos em frente afinal todo dia é dia de recomeçar. Beijinhos animados

Fernanda, disse...

Olá Cris, tem um selinho pra você.. passe lá.

Beijos,

Lelê Maria disse...

Querida, as vezes penso assim como vc, isso que nem me operei ainda. PEnso como será a reeeducação alimentar, pq depois da cirurgia só depende da gente. E isso assusta muito, a responsabilidade que devemos tomar DA NOSSA PRÓPRIA VIDA. As vezes pensamos que temos as rédias da situação mas só em momentos extremos como esse acabamod vendo que as vezes deixamos as cosias degringolares, fugirem do controle. Mas SEMPRE há tempo de retomar as coisas. Vc tem menos de um ano de operada e já emagreceu quase 40 kilos! É nisso que tu tens que pensar. Nçao tem milagre nenhum no maior emagrecimento das outrras pessoas. É só sguir a dieta, e essa simpicidade eu sei que é dificil de fazer, se fosse fácil não tinnhamos que operar, não é? Então aos poucpos retome conta da sua própria vida, volte pra academia aos poucos, nao adianta querer emagecer tudo num dia de corrida, mude gradual,ente a alimentação, procure uma psicóloga se achar necessário, as vezes pequenas coisas como essas fazem muita diferença. Boa sorte fique com DEUS.

Grazi disse...

Cris, ao ler seu post eu me vejo em quase 100% do seu relato, também assisti a reportagem sobre a volta do estomago que pode vir a dilatar novamente, fiquei assobrada, mas não me fez motivar a procurar um esporte que me desse prazer ou atividade física que me deixe animada, já se passou 5 meses e nada, qdo vejo outras pessoas que perderam mais que eu, acho que a minha cirurgia não deu certo, e que eu não aproveito tudo que ela me proporciona, tenho que voltar para a terapia, mas também não tenho vontade, enfim... tudo é assim mesmo na nossa vida, em breve encontraremos nosso equilíbrio eu tenho certeza disto.

Postar um comentário

Adoro receber o seu recado!